ad infinitum

Que ideia rara
colocar bem aqui
pensamentos e palavras...
e que ideia fácil
para sempre;
ao infinito

Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

12 de mai de 2008

“Eu vejo alguma coisa de Deus em cada hora das vinte e
quatro, e em cada momento. No rosto dos homens e das mulheres eu vejo Deus, e no meu próprio rosto no espelho. Eu encontro cartas de Deus caídas na rua, e cada uma delas assinada com o nome de Deus. Eu as deixo onde estão, pois sei que não importa aonde eu vá, outras virão... infalivelmente... eternamente!” . Do poeta Walt Whitman.

Um comentário:

Juliano Detoni disse...

Carl Jung explica mto sobre Deus e sobre os deuses!


Continue este blog sempre.. não apenas como um espasmo ou surto (susto) criativo!!